Telefone
(18) 3221-3777

Atendimento
8:30 às 18:00

Notícias

8 opções para ir além da parrilla em Buenos Aires

Por: - 31-07-2017 00:00:00


O churrasco argentino é mundialmente conhecido, e não à toa. Na capital Buenos Aires e no resto do país, a famosas parrillas são tradicionais e constituem talvez a mais procurada opção gastronômica, não faltando opções de lugares para provar um suculento bife de chorizo. Mas como uma boa capital cosmopolita, a cidade portenha tem muito mais do que apenas um tipo de culinária.


Seja no centro de Buenos Aires, no sofisticado bairro de Palermo Soho ou nas cercanias da charmosa Recoleta, cozinhas das mais variadas pipocam aqui e ali em bons restaurantes para todos os gostos. Do bistrô à lanchonete, da tradicional empanada à culinária asiática, separamos algumas alternativas para quem quer fugir da carne na brasa. Os vegetarianos podem ficar sossegados: mesmo em uma cidade tão conhecida por sua carne, é possível driblar tranquilamente a proteína animal.


Conheça alguns desses restaurantes abaixo, e navegue pelo mapa para montar seu roteiro na cidade.

      

MASSAS CASEIRAS

 

Muitos restaurantes se propõem a oferecer massas artesanais, mas nem todos entregam de fato um sabor diferenciado. Um dos que cumprem a promessa é o Dada Bistrô, na região de Retiro. O local não se restringe a esse tipo de prato, mas tem nele um bom ponto forte. Vale também combinar a refeição a uma taça de vinho ou aos chopes tirados no local.


PÃO E VINHO

 

Se a ideia for combinar sólidos e líquidos de forma harmoniosa, uma opção destacada em Buenos Aires é o Pan et Vin, no bairro mais moderno de Buenos Aires, Palermo Soho. O nome do restaurante é autoexplicativo, mas vale sublinhar: os lanches são leves, com opções com e sem carne, e podem acompanhar uma tábua de queijos. Se não for especialista em vinhos, peça para os atendentes indicarem o que melhor harmoniza com o sanduíche escolhido – há garrafas e também opções servidas na taça que mudam diariamente. Aproveite para conferir a adega do estabelecimento e levar um exemplar das tradicionais vinícolas argentinas para casa.


SANDUÍCHES MAIS OUSADOS

 

Se o Pan et Vin pode ser considerado uma opção mais leve para lanches, o El Banco Rojo, moderna lanchonete no coração do bairro de San Telmo, já é para os mais famintos. Há diversos tipos: baguetes, hambúrgueres, kebabs, empanadas, cachorros-quentes... tudo bem servido, com opções vegetarianas e saliendo con fritas. A visita também vale para sentir a atmosfera jovem dos frequentadores, já que se trata um point da juventude descolada da capital argentina. Os preços são bastante convidativos, e uma boa dica é deixá-lo para o almoço de domingo, combinando-o a um passeio pela famosa e quilométrica feira de San Telmo.



CULINÁRIA KOSHER

 

Assim como São Paulo, Buenos Aires também reflete a cultura internacional e tem ótimos exemplares de cozinhas mais distantes ou específicas. Um dos exemplos é o Mishiguene, perto do belo parque Três de Fevereiro, especializado em comida kosher – preparada segundo os preceitos judaicos. O couvert já é diferenciado, contando com pães artesanais e uma mostarda especial da casa. E entre os pratos, prepare-se para uma mistura de sabores e temperos marcantes, com opções tradicionais judaicas como kneidlach (bolinhos de galinha e ovo) e varenikes (massa recheada com cebola). O Mishiguene é talvez o restaurante mais caro dessa lista, mas não chega a ter valores absurdos e compensa cada peso argentino gasto.



MAIS DO ORIENTE

 

Outro bom exemplar de cozinha asiática é o Sunae, este especializado na gastronomia do sudeste do continente (região da Tailândia). Localizado no bairro de Palermo, tem como característica marcante o forte tempero e o uso da pimenta. Leve a sério os avisos sobre ela no cardápio, se não estiver acostumado. Dito isso, o cardápio tem um ótimo pad thai, capricha no curry e possui ainda drinques sofisticados. Vale experimentar o de jasmim com gengibre.

A FAMOSA EMPANADA

 

Por mais que se queira sair do óbvio, nenhuma lista sobre gastronomia na argentina está completa sem citar as consagradas empanadas locais. O viajante as encontra em diversos lugares, mas é possível selecionar alguns que capricham mais no preparo. Um deles é o El Sanjuanino, tradicional estabelecimento na parte norte da Recoleta. Ali, empanadas fritas e assadas podem ser a própria refeição ou acompanhar as saladas locais – outro destaque do restaurante, com exemplares que servem até quatro pessoas.

CAFÉ OU REFEIÇÃO? AMBOS

 

Outro tipo de estabelecimento comum em Buenos Aires são os que funcionam tanto como restaurante, no horário das refeições, quanto como cafés, de manhã e no meio da tarde. Um dos mais tradicionais é o Petit Colón, batizado assim devido à proximidade com o famoso Teatro Colón, na Avenida Nove de Julho. Seja para almoçar tomar seu café ou chá da tarde, tudo vem servido em grandes porções. A experiência é complementada pela decoração da casa e uniformes dos garçons, que remetem a décadas há muito no passado.

TUDO ORGÂNICO

 

Os amantes de uma comida mais natural encontram no Fifí Almacén uma opção singular. Privilegiando ingredientes orgânicos e in natura, tem um menu completo de lanches, wraps, saladas e também pratos completos. O menu é trocado à tarde para o café, passando a contar com tortas, bolos e vitaminas. Completa o ambiente um empório com produtos naturais dos mais variados: chás, molhos, frutas e até mesmo sabonetes e cosméticos ecologicamente corretos.



fonte:Rafael Faustino